Todo Mundo Odeia O Chris... Vamos conversar sobre cultura?

13:14:00

Quem gosta de séries sabe que a questão não é assistir somente séries novas, mas sim, assistir várias vezes a mesma série. Principalmente se for uma  que te marcou por algum motivo. Tenho uma queda pelo seriado "Todo mundo odeia o Chris", pois lembra uma fase da minha vida onde ficava durante as tardes em casa fazendo nada ( isso faz muito tempo...) só aguardando o seriado começar.




Assistindo alguns episódios novamente, comecei a me dar conta de várias temáticas interessantes que a série traz, como o bullying, violência física e psicológica, etc. Um dos episódios que também me chamou atenção por ser semelhante ao episódio dois da segunda temporada da série " Black-ish" é o episodio "Todo Mundo Odeia o Cachorro" da terceira temporada que fala sobre o uso de armas. 


Nesse episódio, a família de Chris foi roubada e seu pai Julius, sugere que comprem uma arma. Porém Rochelle (mãe de Chris) se opõe a ideia, pedindo que encontrassem outra forma para se sentirem seguros. Da mesma forma na série  Black-ish, Dre sugere a compra de uma arma para "defender" sua família e Rainbow também se opõem a ideia de Dre ( coincidência, não?) por mais que o episódio tenha algumas coisas bem semelhantes, seguem rumos para sua resolução um pouco diferentes.




Enquanto na família Rock ( Família de Chris) optam por adotar um cão para se sentirem mais seguros, a família Johnson acaba entrando em conflito, mobilizando todos na decisão de ter ou não uma arma em casa. Despertando sentimentos de abandono e insegurança por parte dos filhos e dos pais.


Nos Estados Unidos a própria constituição diz que um cidadão americano pode portar arma de fogo. Essas armas, são vendidas até em lojas de departamento e podem ser compradas por pessoas com mais de 18 anos de idade (armas de caça) e á partir de 21 anos todos os tipos de armas. Mas o que fazem as pessoas possuírem armas?  sensação de segurança ? poder ?se sentir mais forte?



Algumas crianças desde cedo já são expostas a um discurso de que você só esta seguro se tiver uma arma em casa. Em outros casos também as crianças são expostas a ambientes que envolvam armas como esporte ( prática comum nos EUA). 

Apesar de um grande número de americanos possuírem armas, o número de acidentes e ocorrências as envolvendo é menor que o de casos no Brasil, onde em tese são mais difíceis de serem obtidas. Será que estamos no limite onde o conversar para resolver problemas e situações não se faz mais, e é "mais fácil" a resolução através da violência? O que estamos ensinando para as crianças? 









Leia também

0 comentários